Equipe

Serviço Social

É a porta de entrada do Carim. É a especialista responsável por realizar atendimentos e cadastramentos, assim como encaminhá-los para outros serviços ou especialidades oferecidas pela Instituição.

Nutrição

O nutricionista tem o importante papel de relacionar alimentação e saúde para oferecer mais qualidade de vida às pessoas. Nesse sentido, adquire ainda mais responsabilidade na nutrição, ao ajudar a prevenir e tratar problemas associados à função dos rins. Os pacientes com enfermidades renais precisam de um acompanhamento nutricional intensivo para evitar a evolução do quadro e possíveis complicações. Além disso, a mudança de hábitos alimentares é fundamental para proporcionar mais conforto e segurança durante o tratamento.

Fisioterapia

A fisioterapia trabalha na prevenção da perda funcional do paciente que realiza hemodiálise (equilíbrio, amplitude de movimento dos membros, força muscular, capacidade cardiorrespiratória) e na reabilitação dos pacientes que já se encontram a um tempo nessas condições. Os atendimentos são realizados de forma individual, onde os exercícios ajudem na melhora da qualidade de vida e da realização de suas atividades de vida diária. O atendimento domiciliar, também é uma realidade voltada para paciente que apresentem dificuldades ou paralisações.

Psicologia

Auxilia o paciente renal e seus familiares na aceitação da irreversibilidade da sua doença, para uma melhor assistência quanto aos conflitos de dependência e independência e, além de contribuir para novos olhares e perspectivas quanto ao enfrentamento que resgatem o bem-estar e promovam melhor qualidade de vida, descobrindo possibilidades na adversidade. 

Enfermagem

É o profissional que coordena o contato pacientes/médicos. O pré-atendimento como cuidado com a fístula, cateter, aferição da pressão arterial e teste glicêmico (dextro), fazem parte da rotina antes da consulta, unindo informações para o atendimento médico.

Nefrologista

Dentre as diversas atividades do especialista em Nefrologia, se destacam o diagnóstico e o tratamento de infecções urinárias, nefrites, pedra nos rins, doença renal crônica e doenças renais císticas. Além disso, é ele quem pode orientar, indicar e acompanhar o tratamento de hemodiálise, diálise peritoneal e transplante renal.

Endocrinologista

A diabetes é uma doença crônica que impede o pâncreas de produzir insulina, o hormônio responsável pela redução de glicemia (taxa de açúcar), fazendo com que os níveis de glicose fiquem elevados. A grande maioria das pessoas está dividida em dois grupos: diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2, o mais comum e silencioso. O diagnóstico precoce e tratamento adequado podem prevenir complicações da doença que podem levar a problemas renais. A função do médico endocrinologista é investigar, tratar e realizar o acompanhamento dos pacientes que apresentam algumas das patologias provocadas por uma desordem hormonal. Essas desordens podem ocorrer por diversos fatores, entre eles os fatores genéticos e de estilo de vida.

Cardiologista

A hipertensão arterial, conhecida como ‘pressão alta’ é uma doença cardiovascular crônica e apresenta-se como principal fator de progressão e agravamento da doença renal crônica, podendo ser considerada tanto causa, como consequência da doença. O Cardiologista é o médico responsável por se ocupar do diagnóstico e do tratamento de doenças e disfunções relacionadas com o sistema cardiovascular, ou seja, com o coração e a circulação sanguínea.